P&P - Empreeendimentos e Participações

Escola do Rei PeléEm uma parceria com o empresário Pepe Altstut, com quem já trabalhava no Litoral Futebol Clube, Pelé resolveu apostar em garotos dos 5 aos 14 anos. De acordo com ex-atleta, o futebol é apenas um dos aspectos do projeto. "Espero que a escola sirva de exemplo como modelo de educação, e não só uma atividade comercial. Quanto mais culto for o garoto em sua educação, melhor profissional ele será", afirmou. Na visão de Pelé, o empreendimento pode dar oportunidade a muitos jovens. "Todos sabem que meu sonho é, ao me aposentar, ter uma escola para passar a minha experiência para as crianças. A nossa escola é para formar o homem de bem e, depois, o atleta", acrescentou. As aulas serão coordenadas pelo ex-ponta direita Manoel Maria, companheiro de Pelé no Santos e no Cosmos. "Os pais serão nossos parceiros. Queremos formar bons atletas e cidadãos", afirmou o ex-jogador, que será o responsável por 500 crianças no início do projeto. O presidente da Escola do Rei, Denys Altstut, apresentou discurso semelhante. "Uma das exigências será o estudo. Cobraremos dos atletas periodicamente uma boa atuação na escola. Também destinaremos parte das vagas nas aulas a crianças carentes e que tenham potencial", declarou.

www.escoladorei.com.br